Ele fala baixinho…

No meio destas palavras

se encontra o seu nome.

No meio do entardecer,

O sol a se debruçar no horizonte

Me encontro na esquina, a andar e a sentir

Sua presença, sua energia.

Me pergunto:

Como sei tanto de você?

Se ainda não tivemos tempo pra saber da gente?

Sei tanto e você?

Do seu dia a dia de uma forma convencional.

Sei de você.

Sei de você porque o Mar me conta.

Sei aquilo, sinto e só te sinto…

E o coração conhece e sabe segredar,

E a gente tem apenas tem que escutar.

Ele fala baixinho,

Diz tanta coisa,

Se aperta de saudade,

Querendo os seus braços estar.

Te ter somente, te segredar segredos…

Te ter, pra ter, para os meus olhos ver, seus doces olhos de mar.

Seu sorriso luminoso e em seus braços

O Amor encontrar.

16/10/2000

2 thoughts on “Ele fala baixinho…

  1. lea says:

    O mar é nosso cúmplice, nosso amigo silencioso…
    Vc deve se lembrar de como é bom caminhar a beira-mar…pensando, meditando….muitas de suas poesias parecem que foram criadas nesses momentos….

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *