Sobre Deus e sobre as ondas

Sobre Deus e sobre as ondas, meu pensamento vai e leva no vento e ao vento a vontade de saber e conhecer a realidade das coisas. A sabedoria do tempo que só o tempo ao passar pela nossa vida vai traze-la para dentro de nós, para dentro do nosso coração.

Subitamente tenho vontade de dizer algo e simplesmente vou ao papel e passo tudo, como se tudo fosse e existisse simplesmente dentro de mim.

Se abre porta de conhecimentos, joga tudo, informações e vida sentida, apesar desta vida ser tão cotidiana, tantos dias iguais a tantos dias.

E tudo começa a girar, girar e a transforma a vida de tantas pessoas, pelo simples fato de mudar idéias, de mudar situações antes resolvidas, mas que no ar algo sempre ficava a duvidar.

Sensações em cada dia que amanhecia neste tempo de acontecimentos surgiram em minha cabeça, e a sensação de que algo iria acontecer para que transformasse tudo. E eu não sabia o que era, mas hoje passando tudo, ordenando tudo, vejo muito mais coisas do que antes. Minhas sensações, meus pressentimentos, minhas dúvidas, tristezas, esperanças, enfim sensações que ninguém nem mesmo eu conseguiam explicar. Assim me propuz ser uma observadora e isto me leva a várias conclusões.

Sobre Deus e sobre as ondas tenho que deixar meu pensamento ir e saber simplesmente que minha vida e meu amor por você é algo conhecido e desconhecido. E por mais que a distância seja firme em alguns momentos, meu coração veleja a procura do seu aconchego, não importando o que encontrará pelo caminho. Pois o sentimento,  a emoção, a sensação da sua presença é maior  que a distância, maior do que a magoa, maior do que não saber a verdade, da fuga, onde você se esconde de mim fisicamente, mas dos meus olhos que voam por todos os lugares não.

Há momentos que na minha oração e mais precisamente no meu silêncio, onde meu Mestre vem até mim, mais presente do que o ar que respiramos, a paz e a compreensão de tanta coisa me vem e de certo modo gostaria de sentir e jamais deixar de perder esta companhia a qual faço força todos os dias, largar meu coração e minha alma para serem guiadas e realmente ser meu ser um instrumento apenas.

O medo também existe pois se seu deixar tudo, soltar este sentimento vem a tona de uma maneira tão forte, e de repente as lágrimas se precipitam e vem aquela vontade incontida de gritar e berrar e soltar o clamor para o meu Mestre e meu senhor pedindo humildemente: O que há por detrás de tudo, porque é tão grande este amor? Quero fazer compreender que amo tanto meu amor, que há tantos sonhos  e quando estamos juntos tudo de fora parece não existir, meu Deus como é meigo meu amor, seu jeito, suas palavras engraçadas, suas mãos, que vontade de toca-las, que vontade de ficar perto do meu amor e paralisar e sentir o toque dos seus lábios nos meus, o toque das suas mãos no meu rosto, o toque do abraço gostoso e saudoso de tanto tempo.

A insegurança e as dúvidas, a vontade de somente escrever, me tornar uma mulher, se é que já não me tornei, pensativa, romântica, que não é presas por coisas deste mundo, presa apenas pelas lanças, das redes deste veleiro que navega pelo mar a procura do porto do coração do meu amor, e nesse dia de intensa paz, pois é só de paz que esse amor vai ser, na tarde iluminada e tão tranqüila, meu veleiro atracará e eu me enroscarei em ti e nós ficaremos simplesmente contemplando o horizonte agradecendo apenas o sorriso d’ELE.

Te amo para sempre…

One thought on “Sobre Deus e sobre as ondas

  1. lea says:

    ” (mulher) que não é presa por coisas deste mundo, presa apenas pelas lanças, das redes deste veleiro que navega pelo mar a procura do porto do coração do meu amor, e nesse dia de intensa paz, pois é só de paz que esse amor vai ser, na tarde iluminada e tão tranqüila, meu veleiro atracará e eu me enroscarei em ti e nós ficaremos simplesmente contemplando o horizonte agradecendo apenas o sorriso d’ELE. ”

    Que letra para uma doce melodia….

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *